sexta-feira, 3 de junho de 2016

Missa do dia 05/06/2016 – 10º Domingo do tempo comum

Ano C
“Jovem: Eu te ordeno, levanta-te!”


Cura do filho da viúva de Naim - Minniti - 1620
ENTRADA
Não sei se descobriste
                                                                   



ATO PENITENCIAL
Kyrie Eleison
                                                                


Hino de Louvor:
Glória a Deus                                                               

SALMO RESPONSORIAL - (29/30
                                                              


Aclamação:
Quando chegou a palavra
Quando chegou a palavra
Pe. Zezinho
Tom: D
     D         A7             Bm
A palavra do Senhor quando chegou
A/C#      D        G       D
Desinstalou       meu coração
     D                   A7          Bm
Ao chegar, desafiou-me a exigir
A/C#      (Bm A G)            D
Uma resposta de  sim  ou  não

   G                  Em     G           Em
È fácil dizer sim, é fácil dizer não
        G                        Em    G              D   Em
Mas dói depois do sim, dói depois do não
F#m      Bm          E4 E
A.... Palavra do Senhor
                   Em            (F# G A)
Depois que ela passou nada mais
 A                           D
Será do jeito que já foi

Música: https://goo.gl/S1bb8s                                                               
 
Canto das oferendas: Os grãos que formam a espiga
Os grãos que formam espigas se unem pra serem pão.
Os homens que são Igreja se unem pela oblação      

Diante do altar Senhor entendo minha vocação
devo sacrificar a vida por meus irmãos        

O grão caído na terra só vive se vai morrer.
É dando que se recebe morrendo se vai viver      

O vinho e o pão ofertamos são nossas respostas de amor
Pedimos humildemente aceita-nos ó Senhor

                                                               


Santo:
Santo Pe. Cleidimar
                                                                         
Canto da comunhão –
Procuro abrigo nos corações
Procuro abrigo nos corações
De porta em porta desejo entrar
Se alguém me acolhe com gratidão
Faremos juntos a refeição.

Eu nasci pra caminhar assim
Dia e noite vou até o fim
O meu rosto forte o sol queimou
Meu cabelo o orvalho já molhou
Eu cumpro a ordem do meu coração.

Vou batendo até alguém abrir
Não descanso, o amor me faz seguir
É feliz quem ouve a minha voz
E abre a porta, entro bem veloz
Eu cumpro a ordem do meu coração.

Junto à mesa vou sentar depois
E faremos refeição nós dois
Sentirás seu coração arder
E esta chama tenho que acender
Eu cumpro a ordem do meu coração.

Aqui dentro o amor nos entretém
E lá fora o dia eterno vem
Finalmente nós seremos um
E teremos tudo em comum
Eu cumpro a ordem do meu coração.

                                                                     



Final
Vamos em paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.