sexta-feira, 29 de julho de 2016

Missa do dia 31/07/2016 – 18º Domingo do Tempo Comum



Ano C
"Esforçai-vos pelas coisas do alto"


                                                  O rico insensato - Rembrandt
Entrada: Alegres vamos à casa do Pai
Tom: F
                              
    C7                   F             C7         F
Refrão: Alegres vamos à casa do Pai;
               Bb                          F
e na alegria cantar seu louvor!
              Gm                 F        Dm
Em sua casa, somos felizes:
            Gm          C7            F
Participamos da ceia do amor.
              Dm                       Gm     
1. A alegria nos vem do Senhor.
          C7                              F
Seu amor nos conduz pela mão.
          D7                              Gm
Ele é luz que ilumina o seu povo.
                 G7                           C7
Com segurança lhe dá a salvação.
                   
Refrão:
 
              Dm                       Gm     
2. O Senhor nos concede os seus bens/
          C7                              F
Nos convida à sua mesa sentar. /
          D7                              Gm
e partilha conosco o seu pão./
                 G7                           C7
Somos irmãos ao redor deste altar
                                                            

ATO PENITENCIAL
Perdoai nossos pecados

Perdoai nossos pecados
Perdoai nossos pecados
Perdoai nossos pecados ó Senhor
Vosso povo quer amar
Vosso povo é santo
Vosso povo é santo
Mas também é pecador
Tende piedade de nós
Piedade de nós
Piedade de nós ó Senhor
                                                   


Hino de Louvor:
Glória – CNBB Renato Bevilacqua


                                                                   
SALMO RESPONSORIAL - (89/90  )
                                                                
Aclamação:
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!
                     
1. Bem-aventurado quem é pobre diante de Deus. / Dessa gente é o Reino dos céus.

                                                          

Canto de preparação das oferendas:
Senhor vos ofertamos
                                                  

Santo:
Santo vamos proclamar
                                                              
  Abraço da Paz

Canto da comunhão –
O meu reino
1 - O meu Reino tem muito a dizer, não se faz como quem procurou, aumentar os celeiros bem mais e sorriu. Insensato, que vale tais bens, se hoje mesmo terás o teu fim? Que tesouros tu tens pra levar além.

Sim senhor, nossas mãos vão plantar o teu reino.
O teu pão vai nos dar teu vigor, tua paz.

2 - O meu reino se faz bem assim: Se uma ceia quiseres propor, não convide amigos, irmãos e outros mais. Sai à rua a procura de quem não puder recompensa te dar, que o teu gesto lembrado será por Deus.

3 - O meu reino quem vai compreender? Não se perde na pressa que tem, sacerdote e levita que vão se cuidar. Mas, se mostra em quem não se contem, se aproxima e procura o melhor para o irmão agredido que viu o chão.

4 - O meu reino não pode aceitar, quem se julga maior que os demais por cumprir os preceitos da lei, um a um a humilde de quem vai além e se empenha e procura o perdão, é o terreno onde pode brotar a paz.
 
5 - O meu reino é um apelo que vem, transformar as razões do viver, que te faz desatar tantos nós que ainda tens. Dizer sim é saberes repor tudo quanto prejuízo causou, dar as mãos, repartir, acolher, servir!
                                                             

Final
É o dízimo Senhor
                                                                        

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Missa do dia 24/07/2016 – 17º Domingo do Tempo Comum - Ano C

Ano C



ENTRADA
A Ti, ó Deus
                                                                         
ATO PENITENCIAL
Senhor Vós sois o caminho
                                                             

Hino de Louvor:
Hino de Louvor I
                                                                   
 
SALMO RESPONSORIAL - (137/138)
NAQUELE DIA EM QUE GRITEI, VÓS ME ESCUTASTES,
Ó SENHOR!/
1. Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, porque ouvistes as palavras dos meus lábios! Perante os vossos anjos vou cantar-vos e ante o vosso templo vou prostrar-me/
2. Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, porque fizestes muito mais que prometestes; naquele dia em que gritei, vós me escutastes e aumentastes o vigor da minha alma./
3. Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres e de longe reconhece os orgulhosos. Se no meio da desgraça eu caminhar, vós me fazeis tornar à vida novamente;
quando os meus perseguidores me atacarem e com ira investirem contra mim, estendereis o vosso braço em meu auxílio e havereis de me salvar com vossa destra./
4. Completai em mim a obra começada; ó Senhor, vossa bondade é para sempre! Eu vos peço: não deixeis inacabada esta obra que fizeram vossas mãos!
                                                                         
Aclamação:
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!
                                                                       

Canto de preparação das oferendas: 
Fala-me da vida
                                                                     
                                                                   

Santo:
Santo – Joel Postma
                                                                     
Canto da comunhão –
Estás entre nós
Tu és minha vida, outro Deus não há
Tu és minha estrada, a minha verdade
Em Tua palavra eu caminharei
Enquanto eu viver e até quando Tu quiseres
Já não sentirei temor, pois estás aqui
Tu estás no meio de nós

Creio em Ti, Senhor, vindo de Maria
Filho eterno e santo, homem como nós
Tu morreste por amor, vivo estás em nós
Unidade Trina com o Espírito e o Pai
E um dia, eu bem sei, Tu retornarás
E abrirás o Reino do Céu

Tu és minha força, outro Deus não há
Tu és minha paz, minha liberdade
Nada nesta vida nos separará
Em Tuas mãos seguras, minha vida guardarás
Eu não temerei o mal, Tu me livrarás
E no Teu perdão viverei

Ó, Senhor da vida, creio sempre em Ti
Filho Salvador, eu espero em Ti
Santo Espírito de amor, desce sobre nós
Tu de mil caminhos nos conduzes a uma fé
E por mil estradas onde andarmos nós
Qual semente nos levará

                                                                          
 
Final
Maria Ó mãe cheia de graça
                                                                         

Missa do dia 17/07/2016 – 16º Domingo do Tempo Comum - Ano C

Jan VERMEER - Cristo em Casa de Marta e Maria, 1654-55


ENTRADA
No meio da tua casa
                                                                       

ATO PENITENCIAL
Senhor, Senhor piedade
                                                            

Hino de Louvor:
Hino de Louvor I
                                                                         

SALMO RESPONSORIAL - (14/15)
SENHOR, QUEM MORARÁ EM VOSSA CASA?/
1. É aquele que caminha sem pecado e pratica a justiça fielmente; que pensa a verdade no seu íntimo e não solta em calúnias sua língua./
2. Que em nada prejudica o seu irmão nem cobre de insultos seu vizinho;
que não dá valor algum ao homem ímpio, mas honra os que respeitam o Senhor./
3. Não empresta o seu dinheiro com usura, nem se deixa subornar contra o inocente. Jamais vacilará quem vive assim.
                                                                   

Aclamação:
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!
                                                                        

Canto de preparação das oferendas: 
A mesa santa
                                                               


Santo:
Santo – Joel Postma

                                                                 
Canto da comunhão –
Procuro abrigo nos corações
                                                                

Final
A Escolhida
                                                                             

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Missa do dia 10/07/2016 – 15º Domingo do Tempo Comum


Ano C
“Misericordiosos como o Pai.”



O Bom Samaritano – Théodule-Augustin Ribot
Canto para ambientação
Onde reina o amor
                                                       


ENTRADA
Alegre Vamos à Casa do Pai
                                                             
                                                           

ATO PENITENCIAL
Perdão – Kyrie Eleison
                                                        


Hino de Louvor:
Glória - M Crist e M Matta
                                                                

SALMO RESPONSORIAL - (68/69)
Humildes, buscai a Deus e alegrai--vos: / o vosso coração reviverá!!
                                                                     

Aclamação:
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!
Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida, / as palavras que dizeis bem que são de eterna vida!
                                                
Canto de preparação das oferendas:                                                
 Recebe Deus Amigo

     Dm         C                           Dm
1.Recebe, Deus amigo estes dons que a ti trazemos e felizes, entre
C                      Dm
todos a partilha nós faremos.

                F            C          Bb              F
Refrão: Ó Deus Pai, a ti trazemos pão e vinho uma vez mais um só
D7          Gm          Bb     A7  Dm
corpo nós seremos com Jesus e pela paz.

     Dm         C                           Dm
2.Recebe, Deus amigo nossos pés e nossos braços que encontram na
C                      Dm
unidade o alento pro cansaço.

     Dm         C                        Dm
3.Recebe, Deus amigo os projetos que alimentam o convívio e o
    C                            Dm
respeito entre os povos que se enfrentam.

     Dm         C                       Dm
4.Recebe, Deus amigo os esforços do teu povo que trabalha com
   C                       Dm
carinho pra criar um mundo novo.
                          
Santo:
Santo – Frei Luis Turra
                                                      

Canto da comunhão –
O Bom Samaritano

1. O amor não para em fronteiras, Nem se esbarra em maneiras. Faz muito mais que pensa, Supera qualquer diferença.

Ref.: É Cristo quem traz esse amor, que nunca se afasta, Da vida humana, que entende que a fé só não basta. O próximo é aquele que faz a caridade, Que ama e serve onde encontra a necessidade. (bis)
2. O amor não reconhece idade E respeita as realidades, Socorre, anima e dá vida, A justiça tem nele guarida.

3. O amor muita ação exige, Decide com ternura e não se omite, Constrói, alimenta e educa, Com carinho acolhe e escuta.

MATTA, Marcos da; MATTA, Cristiane da. "O bom samaritano". In: CORAL PALESTRINA de Apucarana. Cantos de abertura e comunhão - As mais belas parábolas. Paulus: São Paulo, 2012. (Faixa 12) (Regência de Ir. Custódia Cardoso).
                                                               

Final
O Amor de Deus

O amor de Deus se mostra em pleno sol
Flore o jardim, dá vida ao beija-flor
Brinca no mar e as nuvens põe no céu
Pra me dizer: grande é teu valor!
Grande é teu valor!

O amor de Deus vem antes e depois
E vai além dos sonhos que aprendi
Não se desfaz, nem mesmo ao dizer não
É a luz que diz: filho, é por aqui!
Filho, é por aqui!

O amor de Deus renova os corações
Fala de paz, reparte sempre o pão
Fere o temor, enfrenta os desafios
Me faz dizer: tudo bem, irmão!
Tudo bem, irmão!

O amor de Deus compõe e recompõe
Estende a mão, jamais exclui alguém
Frente ao rancor, se firma no perdão
Fazendo ver: eu te quero bem!
Eu te quero bem!