sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Missa do dia 18/11/2018 - 33º Domingo do Tempo Comum - Ano B

                                                                           


A VITÓRIA FINAL SERÁ DE TODOS OS QUE SÃO FIÉIS A DEUS”
01. REFRÃO MEDITATIVO
Olho em tudo e sempre encontro a Ti. Estás no céu, na terra, aonde for, e em tudo que me acontece encontro o teu amor. Já não se pode mais deixar de crer no teu amor.
É impossível não crer em Ti, é impossível não te encontrar, é impossível não fazer de Ti meu ideal. (bis)
02. CANTO INICIAL
Não me abandones, Senhor
(Também indicado para o 33º DTC Ano B)

03. CANTO DE PERDÃO
Senhor tende piedade de nós! (bis)
1. Pai de infinita bondade, que a tua vontade se faça verdade no meio de nós. (bis)
2. Senhor Jesus Cristo piedade, piedade de mim que não te obedeci, nem segui tua voz. (bis)
3. Que teu Espírito Santo nos mostre o caminho de paz e justiça, sem ódio e sem dor. (bis)
04. HINO DO GLÓRIA
S: Glória a Deus lá nas alturas e na terra paz aos homens.
T: Que são por Ele muito amados.
Ó Senhor Deus, nós vos louvamos. Vos bendizemos e ado­ramos.
S: E nós vos glorificamos e vos damos muitas graças.
T: Por vossa glória tão imensa.
Senhor Jesus, Filho Unigênito. Cordeiro Santo de Deus Pai.
S: Vós podeis tirar o mal, todo pecado deste mundo.
T: Tende piedade de nós todos!
Vós que tirais nosso pecado, bem acolhei a nossa súplica.
S: Vós que estais eternamente à direita de Deus Pai.
T: Tende piedade de nós todos!
Porque só vós é que sois santo, porque só vós sois o Senhor.
S: E só vós sois o altíssimo, Jesus, Senhor, o Cristo.
T: Só vós sois o Senhor altíssimo.
Só vós com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.



05. SEM NENHUM COMENTÁRIO, TODOS SE SENTAM. ENQUANTO SE CANTA O REFRÃO.
A Palavra de Deus é luz, que nos guia na escuridão: é semente de paz, de justiça e perdão! (bis)



LITURGIA DA PALAVRA
06. PRIMEIRA LEITURA
LEITURA DA PROFECIA DE DANIEL (12, 1-3)

07. SALMO RESPONSORIAL (15)
Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
- Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos! Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho
a meu lado não vacilo.
- Eis por que meu coração está em festa, minha alma rejubila de alegria, e até meu corpo no repouso está tranquilo; pois não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso amigo conhecer a corrupção.
- Vós me ensinais vosso caminho para a vida; junto a vós, felicidade sem limites, delícia eterna e alegria ao vosso lado!
08. SEGUNDA LEITURA
LEITURA DA CARTA AOS HEBREUS (10, 11-14.18)

09. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, aleluia, aleluia. (bis)
1. É preciso vigiar e ficar de prontidão; em que dia o Senhor há de vir, não sabeis não!
(a escolha)
10. EVANGELHO
PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO MARCOS (13, 24-32)
11. CANTO DAS OFERENDAS
1. Que maravilha Senhor, estar aqui! Sentir-se Igreja reunida a celebrar. Apresentando os frutos do caminho, no pão e vinho, ofertas desse altar.
Bendito sejais por todos os dons! Bendito sejais pelo vinho e pelo pão! Bendito, bendito, bendito seja Deus para sempre.
2. Que grande bênção servir nesta missão, missão de Cristo, tarefa do cristão. Tornar-se Igreja, formar comunidade, ser solidário, tornar-se um povo irmão.
3. Que graça imensa viver a mesma fé; ter esperança de um mundo bem melhor; na caridade sentir-se familiares, lutando juntos em nome do Senhor.


12. SANTO
 (Letra: Missal Romano / Música: José Odenir Dalmaschio)

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do universo.
O céu e a terra proclamam Vossa Glória!
Hosana! Hosana! Hosana nas alturas!
Bendito o que vem em nome do Senhor!
Hosana! Hosana! Hosana nas alturas!

                                                            
 
13. ABRAÇO DA PAZ
É bonita demais, é bonita demais, a mão de quem conduz a bandeira da paz. (bis)
1. É a paz verdadeira que vem da justiça irmão, é a paz da esperança que nasce de dentro do coração! (bis)
2. É a paz da verdade, da pura irmandade do amor, paz da comunidade que busca a igualdade, ô, ô, ô! (bis)
3. Paz é a graça presente, na vida da gente de fé, paz do oni­potente Deus da nossa frente. Axé! (bis)

14. CANTO DE COMUNHÃO
1. Na mesa da Eucaristia, o amor se faz doação a um povo que vive e partilha, trabalha e constrói mundo irmão.
Comigo irá cear, o pão da vida ter quem até o fim fiel permanecer!
2. Na mesa da Eucaristia, lugar do encontro de iguais há um povo que quer a justiça, que sonha com um mundo de paz.
3. Na mesa da Eucaristia, a festa fazemos por crer que o povo alegre anuncia que a vida vai a morte vencer.
4. Na mesa da Eucaristia, divina lição de amar. Há um povo que sofre e caminha pra vida com alegria gerar.
5. Na mesa da Eucaristia, não deve haver divisão. Um povo que exclui outro povo, irmão que abandona outro irmão.
6. Na mesa da Eucaristia, miséria não pode existir, pois povo que aqui se alimenta, quer pão e amor dividir.
7. Na mesa da Eucaristia, é Cristo, o Deus comunhão. De um povo que quer nova terra, e unido construir novos céus!


15. CANTO FINAL
Maria ó mãe cheia de graça

Maria, ó Mãe cheia de graça, Maria, protege os filhos teus. Maria, Maria, nós queremos contigo estar no céu!

1. Aqui servimos a Igreja do teu Filho,  sob o teu Imaculado Coração. Dá-nos a bênção, e nós faremos  da nossa vida uma constante oblação.

2. A nossa vida é feita de esperança. Paz e flores nós queremos semear. Felicidade somente alcança  quem cada dia se dispõe a caminhar.

3. Ah! Quem me dera poder estar agora  festejando lá no céu nosso Senhor. Mas sei que chega a minha hora e, então, feliz, eu cantarei o seu louvor.
                                                                
Fonte:
http://catedralcolatinacantos.blogspot.com
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário