Missa do dia 22/07/2018 - 16º Domingo do Tempo Comum - Ano B


16º Domingo do Tempo Comum - Ano B
Cor Litúrgica Verde


1. Acolhida
Aqui chegando, Senhor, que poderemos te dar? (bis) 
Um simples coração e uma vontade de cantar. (bis) 
Recebe nosso louvor e tua paz vem nos dar. (bis) 
A tua graça, Senhor, melhor que a vida será. (bis) 
E o teu amor em nós será manancial. (bis) 
De água boa a jorrar pra nossa sede estancar. (bis)





2. Canto Inicial
É Deus quem me abriga, o Senhor, quem sustenta a minha vida! De todo o meu coração, porque és bom, vou fazer-te a oblação.
1 - Alegrai-vos no Senhor! Quem é bom, venha louvar! Peguem logo o violão e o pandeiro pra tocar.
Para ele um canto novo vamos, gente, improvisar.
2 - Ele cumpre o que promete: podem nele confiar! Ele ama o que é direito. E ele sabe bem julgar. Sua palavra fez o céu, fez a terra e fez o mar.
3 - Ele faz do mar um açude. E governa os oceanos. Toda a terra a ele teme, mesmo os corações humanos. Tudo aquilo que ele diz, não nos causa desenganos.

03 -Apresentação do Livro da Palavra

A Palavra está perto de ti, em tua boca, em teu coração! (bis)





6. Salmo Responsorial (22)
O Senhor é o Pastor que me conduz: felicidade e todo bem hão de seguir-me! (bis)
- O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes Ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.
- Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale
tenebroso, nenhum mal eu temerei; estais comigo com bastão e com cajado; eles me dão a egurança!
- Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo, e com óleo vós ungis minha cabeça;
o meu cálice transborda.
- Felicidade e todo bem hão de seguir-me por toda a minha vida; e na casa do Senhor, habitarei
pelos tempos infinitos.





8. Canto de Aclamação
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia! (bis)
1 - Minhas ovelhas escutam minha voz, minha voz estão elas a escutar. Eu conheço, então, minhas
ovelhas, que me seguem comigo a caminhar!




13. Apresentação dos Dons

Aqui viemos nossa vida partilhar, os dons que recebemos ofertamos no altar, pois quando menos nos deram alegria e felicidade, foi quando não os colocamos a serviço da comunidade. (bis)





14. Canto das Oferendas (onde houver Celebração da Palavra)
1 - Bendito és Tu, ó Deus Criador, revestes o mundo da mais fina flor; restauras o fraco que a
Ti se confia e junto aos irmãos, em paz, o envias. 
Ó Deus do universo, és Pai e Senhor, por tua bondade recebe o louvor!
2 - Bendito és Tu, ó Deus Criador, por quem aprendeu o gesto de amor: colher a fartura e ter
a beleza de ser a partilha dos frutos na mesa!






(onde houver Celebração Eucarística)
1 - Bendito e louvado seja, o Pai nosso Criador, o pão que nós recebemos é prova do seu amor. É o
fruto de sua terra, do povo trabalhador: na missa é transformado no Corpo do Salvador.
Bendito seja Deus, bendito seu amor. Bendito seja Deus Pai Onipotente nosso Criador. (bis)
2 - Bendito e louvado seja o Pai nosso Criador, o vinho que recebemos é prova do seu amor. É o
fruto de sua terra, do povo trabalhador: na missa é transformado no Sangue do Salvador.





15. Momento de Louvor 

Quero cantar ao Senhor, sempre enquanto eu viver, hei de provar seu amor, seu valor e seu
poder.
1 - Aleluia, eu vou louvar, ó minh’alma, bendize ao Senhor. Toda a vida eu vou tocar, a meu Deus
vou cantar meu louvor!
2 - Faz justiça aos oprimidos, aos famintos sacia com pão. O Senhor liberta os cativos, abre os
olhos e os cegos verão!
3 - O Senhor levanta os caídos, são os justos por Ele amados; o Senhor protege os migrantes e
sustenta os abandonados!
4 - Aleluia vamos cantar, glória ao Pai e ao Filho também, glória igual ao Espírito Santo. Aleluia,
pra sempre. Amém.






17. Abraço da Paz

Paz meus irmãos queremos paz. Paz pra viver na unidade. Paz que transforma nossa vida, que
faz as nossas famílias serem unidas de verdade. Paz meus irmãos queremos paz. Paz para a nova
sociedade. Paz que dissipa toda guerra, que transforma nossa terra para a nova humanidade.

(não disponibilizado material de ensaio na internet).




18. Canto de Comunhão

1 - Se a missão se faz cansaço, Jesus convida a descansar, e se há ovelhas sem pastor é
necessário delas cuidar.
“Dai-lhes vós mesmos de comer” o meu corpo que se faz pão. Diz Jesus a seus amigos partilhar
é vocação! Partilhar é vocação!
2 - E se a hora vai adiantada e despedir se faz tentação, a nossa fé seja mais forte para servir
nossos irmãos.
3 - A quem duvida do seu pouco, Jesus pergunta: o que tens? Vai ver! Então responda: Senhor, este
pouco partilhando tu fazes crescer.
4 - E se nos sentamos sobre a relva a qual nos conduz o Bom Pastor, nossa união expresse
sempre o pão de Deus, sinal de amor.
5 - Os nossos pães, os nossos peixes abençoados pelo Senhor, saciarão todos os presentes. Que
fartura! Cantem louvor!
6 - E se ainda hoje nós repetimos aqueles gestos que fez o Senhor, não haverá mais fome e sede
nosso batismo terá seu valor.


19. Canto Final

É o dízimo Senhor
                                                                        


Fonte:
https://diocesesa.org.br/wp-content/uploads/2014/10/2299-16-DTC.pdf
http://catedralcolatinacantos.blogspot.com



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Missa do dia 21/01/2018 – 3º Domingo do Tempo Comum – Ano B

Missa do dia 25/12/2017 – Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo – Ano B

Missa do dia 29/04/2018 - 5º Domingo da Páscoa - Ano B