terça-feira, 29 de maio de 2018

Missa do dia 31/05/2018 - Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo - Ano B

ELE É A ALIANÇA DE AMOR!
                                                               
ANTÔNIO GOMIDE - Procissão - Aquarela - 20 x 30 - 1958
  
1 -  Canto de Acolhida

Podes Reinar         

Senhor eu sei que é Teu este lugar
Todos querem Te adorar
Toma tua direção
Senhor vem ó Santo Espírito
os espaços preencher
Reverência a Tua voz vamos fazer

Podes Reinar
Senhor Jesus oh sim,
O Teu poder teu povo sentirá
Que bom Senhor
Saber que estás presente aqui
Reina Senhor neste lugar

Visita cada irmão oh meu Senhor,
Dá-lhe paz interior,
E razões pra Te louvar
Desfaz todas as tristezas
incertezas desamor
Glorifica o Teu nome oh meu Senhor

Podes Reinar
Senhor Jesus oh sim,
O Teu poder teu povo sentirá
Que bom Senhor
Saber que estás presente aqui

Reina Senhor neste lugar



2- ENTRADA
Cristo, pão dos pobres
                                                                  

3 - Saudação a Santíssima Trindade

Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espírito Santo estamos aqui!
Para louvar e agradecer, bendizer e adorar, estamos aqui, Senhor, ao teu dispor. Para louvar e agradecer, bendizer, adorar, te aclamar, Deus Trino de amor.


4 - ATO PENITENCIAL
                                                                          


5 - Hino de Louvor:
Glória Pe. Ney B. Pereira 
                                                     

6. Salmo Responsorial (115)


R. Elevo o cálice da minha salvação,
invocando o nome santo do Senhor.

Que poderei retribuir ao Senhor Deus*
por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
Elevo o cálice da minha salvação,*
invocando o nome santo do Senhor.R.

É sentida por demais pelo Senhor*
a morte de seus santos, seus amigos.
Eis que sou o vosso servo, ó Senhor,
que nasceu de vossa serva;*
mas me quebrastes os grilhões da escravidão!R.

Por isso oferto um sacrifício de louvor,*
invocando o nome santo do Senhor.
Vou cumprir minhas promessas ao Senhor*

na presença de seu povo reunido.R.

(sugestão)



8. Sequência de Corpus Christi
- Terra, exulta de alegria, louva teu pastor e guia com teus hinos, tua voz!
- Hoje a Igreja te convida: ao pão vivo que dá vida vem com ela celebrar!
- Este pão, que o mundo o creia! Por Jesus, na santa ceia, foi entregue aos que escolheu.
- Quão solene a festa, o dia, que da santa Eucaristia nos recorda a instituição!
- O que o Cristo fez na Ceia, manda à Igreja que o rodeia repeti-lo até voltar.
- Seu preceito conhecemos: Pão e Vinho consagremos para nossa salvação.
- Faz-se carne o pão de trigo, faz-se sangue o vinho amigo: deve-o crer todo cristão.
- Alimento verdadeiro, permanece o Cristo inteiro quer no vinho, quer no pão.
- Eis a hóstia dividida... Quem hesita, quem duvida? Como é toda o autor da vida, a partícula também.
- Bom Pastor, pão de verdade, piedade, ó Jesus, piedade, conservai-nos na unidade, extingui nossa orfandade, transportai-nos para o Pai!





9. Canto de Aclamação
Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)
1 - Eu sou o pão vivo descido do céu; quem deste pão come, sempre há de viver.

(sugestão)






13. Preces da Comunidade

Vossa Igreja vos pede, ó Pai! Senhor, nossa prece escutai!




14. Apresentação dos Dons

1 - O meu Mandamento é antigo e tão novo: amar e servir como faço a vocês. Sou Mestre que escuta e cuida seu povo, um Deus que se inclina e que lava seus pés.
Quero uma Igreja solidária, servidora e missionária, que anuncia e saiba ouvir. A lutar por dignidade, por justiça e igualdade, pois “Eu vim para servir”.




15. Canto das Oferendas 
(Onde houver Celebração da Palavra)
Lá, laiá, lá, laiá, lará, laiá.
1 - Quando o trigo amadurece e do sol recebe a cor, quando a uva se torna prece na oferta do nosso amor. Damos graças pela vida, derramada neste chão, pois és tu o Deus da vida, quem dá vida à criação. (bis)
2 - Os presentes da natureza, o amor do coração, o teu povo canta a certeza, traz a vida em procissão. Abençoa nossa vida, o trabalho redentor, as colheitas repartidas para celebrar o amor. (bis)





(Onde houver Celebração Eucarística)

1 - O trigo depois de crescido logo é colhido e vai tornar-se pão, nas mãos da mãe mulher se imola, se entrega humilde pra fermentação. Lição de amor ensina o trigo com seu gesto de doação. Também quero ser desprendido, pra tornar-me pão nas mãos do meu Senhor.
Sagrado trigo imolado, depois farinhado e finalmente pão. Sagrado trigo ofertado, que será tornado corpo do Senhor.
2 - A uva sem fazer gemido se entrega ao milagre da transformação, sob os pés do lavrador sofrido vai tornar-se vinho de nobre sabor. Lição de amor
ensina a uva com seu gesto de oblação. Também quero ser desprendido pra tornar-me vinho nas mãos do Senhor.
Sagrado fruto da videira que foi flor primeiro e se modificou. Sagrado vinho ofertado que será tornado sangue do Senhor.




16. Hino do Glória

Glória a Deus! (4x)
1 - Glória a Deus nos altos céus, paz na terra a seus amados! A vós louvam, Rei celeste, os que foram libertados.
2 - Deus e Pai, nós vos louvamos, adoramos, bendizemos; damos glória ao vosso nome, vossos dons agradecemos.
3 - Senhor nosso, Jesus Cristo, Unigênito do Pai, Vós, de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai.
4 - Vós que estais junto do Pai, como nosso intercessor, acolhei nossos pedidos, atendei nosso clamor.
5 - Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o Senhor, com o Espírito Divino, de Deus Pai no esplendor.

(atenção: o refrão é na partitura é "Glória a Deus, lá nos céus/ E paz aos seus. Amém!"-- substituir por quatro vezes "Glória a Deus")






18. Abraço da Paz

1 - Cristo, quero ser instrumento de tua paz e do teu infinito amor. Onde houver ódio e rancor, que  eu leve a concórdia, que eu leve o amor!
Onde há ofensa que dói, que eu leve o perdão; onde houver a discórdia, que eu leve a união e tua paz!
2 - Mesmo que haja um só coração, que duvide do bem, do amor e da fé, quero com firmeza anunciar a Palavra que traz a clareza da fé.
3 - Onde houver erro, Senhor, que eu leve a verdade, fruto de tua luz! Onde encontrar desespero, que eu leve a esperança do teu nome, Jesus!
4 - Onde eu encontrar um irmão a chorar de tristeza, sem ter voz e nem vez, quero bem no seu coração semear alegria, pra florir gratidão!
5 - Mestre, que eu saiba amar, compreender, consolar e dar sem receber, quero sempre mais perdoar, trabalhar na conquista e vitória da paz!




19. Canto de Comunhão
1 - Comam do pão, bebam do cálice, quem a mim vem não terá fome.
2 - Comam do pão, bebam do cálice, quem em mim crê não terá sede.





1 - Para celebrar a festa, vamos fazer uma refeição. No cardápio há pão e vinho, alimento adequado para a salvação.
Eis o meu corpo, tomai e comei! Eis o meu sangue, tomai e bebei! Fazei isto em memória de mim, hoje e sempre pelos séculos sem fim.
2 - Toda a comunidade é chamada à mesa do altar, da Palavra, do pão e do vinho outra vez para se alimentar.
3 - Nossa vida comunitária, alimentada pelos sacramentos, testemunha pra que o mundo creia no amor, primícia dos mandamentos.
4 - Saciados para o objetivo de uma nova evangelização. Novas metas, expressões e ardor na busca de outros cristãos.





1 - Na mesa da Eucaristia, o amor se faz doação a um povo que vive e partilha, trabalha e constrói mundo irmão.
Comigo irá cear, o pão da vida ter quem até o fim fiel permanecer!
2 - Na mesa da Eucaristia, lugar do encontro de iguais há um povo que quer a justiça, que sonha com um mundo de paz.
3 - Na mesa da Eucaristia, a festa fazemos por crer que o povo alegre anuncia que a vida vai a morte vencer.
4 - Na mesa da Eucaristia, não deve haver divisão. Um povo que exclui outro povo, irmão que abandona outro irmão.
5 - Na mesa da Eucaristia, miséria não pode existir, pois povo que aqui se alimenta, quer pão e amor dividir.





20 - Final
                                                                   

Fonte:
Imagem: https://www.comshalom.org
http://catedralcolatinacantos.blogspot.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário