domingo, 4 de fevereiro de 2018

Missa do dia 14/02/2018 – Quarta-Feira de Cinzas – Ano B

CF 2018 – “Fraternidade e superação da violência”
“Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8)
Deixar-se transformar pelo amor!


  
Entrada:
1. CANTO DE ENTRADA

R.: EIS O TEMPO DE CONVERSÃO, EIS O DIA DA SALVAÇÃO: AO PAI VOLTEMOS, JUNTOS ANDEMOS. EIS O TEMPO DE CONVERSÃO.
/ 1. Os caminhos do Senhorsão verdade, são amor. Dirigi os passos meus: em vós espero, ó Senhor!/
2. Ele guia ao bom caminho quem errou e quer voltar. Ele é bom, fiel e justo. Ele busca e vem salvar./
3. Viverei com o Senhor. Ele é o meu sustento. Eu confio mesmo quando minha dor não mais aguento./
4. Tem valor aos olhos seus meu sofrer e meu morrer.
Libertai o vosso servo e fazei-o reviver!/
5. A palavra do Senhor é a luz do meu caminho; Ela é vida, é alegria. Vou guardá-la com carinho./
6. Sua lei, seu mandamento é viver a caridade. Caminhemos todos
juntos, construindo a unidade!



Omite-se o ato penitencial que é substituído pela distribuição das cinzas.
           

Salmo 50 (51)
                                                                                 

Aclamação:

Glória a vós, ó Cristo, verbo de Deus! (bis)
1 - Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: não fecheis os corações como em Meriba!
                                                 



Benção e Distribuição das Cinzas
Converter ao Evangelho
1 - Converter ao Evangelho, na Palavra acreditar. Caridade e penitência, quem as cinzas abraçar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.
2 - Não as vestes, mas o peito o Senhor manda rasgar. “Jejuai, mudai de vida... Em sua face a chorar.” Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.
3 - Quão bondoso é nosso Deus, inclinado a perdoar. Quem dos males se arrepende, compaixão vai encontrar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.
4- Chora e diz o sacerdote entre a porta e o altar: “Pela vida do meu povo vão meus lábios suplicar.” Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.
5 - Convertei-vos, povo meu, do Senhor vamos lembrar. Eis o tempo prometido, as ovelhas vem salvar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.

Canto das oferendas:
Refrão: todo povo sofredor
O seu pranto esquecerá
/: pois o que plantou na dor
Na alegria colherá! (bis)

1. retornar do cativeiro,
Fez-se sonho verdadeiro,
Sonho de libertação.
Ao voltarem os exilados,
Deus trazendo os deportados,
Libertados pra sião!

2. nós ficamos tão felizes,
Nossa boca foi sorrisos,
Nossos lábios só canções!
Nós vibramos de alegria
"o senhor fez maravilhas",
Publicaram as nações!

3. ó senhor, deus poderoso,
Não esqueçais o vosso povo
A sofrer na escravidão.
Nos livrai do cativeiro,
Qual chuvada de janeiro
Alagando o sertão.

4. semeando na agonia,
Espalhando cada dia
A semente do amanhã
A colheita é uma alegria,
Muito canto e euforia
É fartura, é canaã.
Santo:



Canto da comunhão –
18. CANTO DE COMUNHÃO
R.: EU VIM PARA QUE TODOS TENHA VIDA, / QUE TODOS TENHAM VIDA PLENAMENTE. /

1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu senhor; / Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão: / onde está o teu irmão, eu estou presente nele. /

2. "Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males" / Hoje és minha presença junto a todo sofredor: / onde sofre o teu irmão, eu
estou sofrendo nele. /

3. "Entreguei a minha vida pela salvação de todos" / Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes: / onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele. /

4. "Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido." / Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança: / onde salvas teu
irmão, tu me estás salvando nele. /

5. "Este pão, meu corpo e vida para a salvação do mundo." / É presença
e alimento nesta santa comunhão: / onde está o teu irmão, eu estou, também, com ele.

6. Salvará a sua vida quem a perde, quem a doa. Eu não deixo perecer nenhum daqueles que são meus. Onde salvas teu irmão, tu me estás salvando nele.
7. Da ovelha desgarrada eu me fiz o Bom Pastor. Reconduze, acolhe e guia a quem de mim se extraviou. Onde acolhes teu irmão, tu me acolhes, também, nele.


Final:
Hino da Campanha da Fraternidade 2018
Letra: Frei Zilmar Augusto, OFM
Música:Pe. Wallison Rodrigues 

Intr. Fm Bb Eb Ab Dº G C  Fm Bb Eb Ab Db G Cm
G7            Cm                                           Fm
  Neste tempo quaresmal Ó Deus da vida
               G7                                Cm A tua Igreja se propõe A superar
          C7                                                 Fm A violência que está nas mãos do mundo                     G7                                          C E sai do íntimo de quem não sabe amar
G7               C             Am           Dm   Fraternidade é superar a violência!
               G7                                                      C É derramar, em vez de sangue, mais perdão!
C7                                                               F É fermentar na humanidade o amor fraterno!
                          C Pois Jesus disse que “somos todos irmãos”
F                       C                G7                     C Pois Jesus disse que “somos todos irmãos”
Quem plantar a paz e o bem pelo caminho
E cultivá-los com carinho e proteção
Não mais verá a violência em sua terra
Levar a paz é compromisso do cristão
A exclusão, que leva à morte tanta gente
Corrompe vidas e destrói a criação
Basta de guerra e violência, ó Deus clemente
É o clamor dos filhos teus em oração
Venha a nós, Senhor, teu Reino de justiça
Pleno de paz, de harmonia e unidade
Sonhamos ver um novo céu e uma nova terra
Todos na roda da feliz fraternidade
Tua Igreja tem o coração aberto
E nos ensina o amor a cada irmão
Em Jesus Cristo, acolhe ama e perdoa
Quem fez o mal, caiu em si e quer perdão
Música aqui.

Fonte:


Nenhum comentário:

Postar um comentário