domingo, 17 de setembro de 2017

Missa do 26º Domingo do Tempo Comum - Ano A


“CHAMADOS A TRABALHAR NA VINHA!”
Mês das Missões.
“A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída”


Entrada: 

Venham trabalhar na minha vinha

      D                                                   A7                                                                 D
1- Venham trabalhar na minha vinha/ Dilatar meu Reino entre as nações/
                                                      A7                                                    D
Convidar meu povo ao banquete/ Quero habitar nos corações.

                                                    G             A7                                                 D
Unidos pela força da oração/ Ungidos pelo Espírito da missão/
  B-                                      A7                                     D
Vamos juntos construir/ Uma Igreja em ação.

      D                                                   A7                                                            D
2- Venham trabalhar na minha vinha/ Espalhar na terra o meu amor/
                                                        A7                                                                 D
Muitos não conhecem a Boa Nova/ Vivem como ovelhas sem pastor.

      D                                                   A7                                                                 D
3- Venham trabalhar na minha vinha/ Com fervor meu nome proclamar/
                                                                 A7                                                             D
Que ninguém se queixe ao fim do dia/ Ninguém me chamou a trabalhar.
                                                               

Perdão 
Perdão Piedade de Nós
                                                               

Hino de Louvor:
Gloria a Deus
                                                               

Salmo:  24 (25) R: Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura e compaixão.

1.       Mostrai-me ó Senhor  vossos  caminhos,  /   e  fazei-me  conhecer  a  vossa  estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza,  /  porque  sois  o  Deus  da  minha  salvação; Em vós espero ó Senhor todos os dias!

2.      Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura /  e  a  vossa  compaixão  que  são  eternas! Não recordeis os meus pecados quando jovem, / nem vos lembreis de minhas faltas e delitos! De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia / e sois bondade sem limites, ó Senhor!

3.      O  Senhor  é  piedade  e  retidão,   /   e  reconduz   ao   bom   caminho   os   pecadores. Ele  dirige  os  humildes  na  justiça,  /  e   aos   pobres   ele   ensina   o   seu   caminho.
                                                             


Aclamação:
 
Minhas ovelhas escutam a minha voz, minha voz estão elas a escutar; eu conheço, então, minhas ovelhas, que me seguem comigo a caminhar!
              

Ofertório: 
A Liberdade Haverá.
(22º ao 26º DTC Ano A)
    
                                                             
1. As mesmas mãos que plantaram a semente aqui estão
O mesmo pão que a mulher preparou aqui está
O vinho novo que a uva sangrou jorrará no nosso altar!

Ref.: A liberdade haverá, a igualdade haverá
E nesta festa onde a gente é irmão
O Deus da vida se faz comunhão!(BIS)

2. Na flor do altar o sonho da paz mundial
A luz acessa é fé que palpita hoje em nós
Do livro aberto o amor se derrama total no nosso altar!

3. Bendito sejam os frutos da terra de Deus
Benditos sejam o trabalho e a nossa união
Bendito seja Jesus que conosco estará além do altar!
                                                                                      
Santo
Santo – Frei Luis Turra
                                                               
Comunhão: 
Vá e mostre o erro do seu irmão
(23º ao 26º DTC Ano A)

Vá e mostre o erro do seu irmão,
quando ele, um dia, pecar!
Vá e mostre o erro que ele fez,
mas isso em particular...
Se ele ouvidos quiser lhe dar,
um irmão você vai ganhar.
Se ele ouvidos quiser lhe dar,
um irmão você vai ganhar.

1. Bendiz, minh'alma, o Senhor!
Seu nome seja louvado!
Minh'alma, louva o Senhor,
por tudo que me tem dado!
Me cura as enfermidades
e me perdoa os pecados.

2. Me tira da tira da triste morte,
me dá carinho e amor.
Com sua misericórdia
do abismo ele me tirou,
e, como se eu fosse águia,
vem renovar meu vigor.

3. Consegue fazer justiça
a todos os oprimidos.
Guiou Moisés no deserto
a Israel escolhido.
Tem pena, tem compaixão
e não se sente ofendido.

4. Distância da terra ao céu,
medida do seu amor.
Distância do poente ao nascente,
as nossas faltas vai pôr.
Qual pai que tem dó dos filhos,
de nós tem pena o Senhor.

5. Conhece nossa fraqueza,
que somos como poeira.
A nossa vida é uma planta,
uma pobre erva rasteira:
o vento vem e a desfolha,
já não se sabe onde era.

6. O amor de Deus aos que o temem
se mostra em cada momento.
Também, a sua justiça
protege eternamente
a quem se apega à aliança
e cumpre seus mandamentos.

7. Firmou no céu o seu trono
e ao mundo vai dominar.
Seus anjos cantam sua glória
e fazem o que ele mandar.
Que a terra e todos os homens
comigo venham louvar!
                                                                   

Música aqui.

Canto Final
                                                            
Caminhando com Maria
                                                                     
Caminhando com Maria
                                               


Santa Mãe Maria, nessa travessia

Cubra-nos teu manto cor de anil
Guarda nossa vida, Mãe Aparecida
Santa padroeira do Brasil

Ave, Maria! Ave, Maria!
Ave, Maria! Ave, Maria!

Com amor divino guarda os peregrinos
Nesta caminhada para o além
Dá-lhes companhia, pois também um dia
Foste peregrina em Belém

Mulher peregrina, força feminina
A mais importante que existiu
Com justiça queres que nossas mulheres
Sejam construtoras do Brasil

Com seus passos lentos enfrentando os ventos
Quando sopram noutra direção
Toda a mãe Igreja pede que tu sejas
Companheira de libertação


Nenhum comentário:

Postar um comentário